sábado, julho 29, 2006

comunicação pública

Quero estudar mais sobre comunicação pública. Fico impressionada com a dificuldade que é implantar uma visão técnica de planejamento, comunicação e acompanhamento de resultados dentro do aparelho do Estado. E não é só má vontade não, é difícil mesmo. O sistema é enorme e tá enferrujado com idéias antigas. Já avançou em algumas coisas mas é deveras lento. Tenho procurado muita coisa a respeito e juntei aqui alguns conceitos e princípios que considero importantes na esfera da gestão, só pra gente começar a pensar:


- a constante consideração do conceito de Estado como representante dos interesses do cidadão e do cidadão como parceiro do Estado;
- a administração com ênfase na valorização da democracia e da questão da representatividade (no que o atual sistema eleitoral é grandemente falho);
- a valorização e incentivo aos movimentos sociais para incremento da participação da sociedade civil nos processos decisórios;
- as Organizações Não-Governamentais (movimentos regionais e movimentos globais) e a iniciativa privada como complemento e transcendência da ação do Estado;
- a fundamental importância das parcerias;
- a Educação para a cidadania (não só fora, mas também dentro das esferas de governo);
- a implantação de uma verdadeira comunicação pública nos três níveis das sociedades democráticas, com ênfase na transparência e na gestão participativa: comunicação de relacionamento (voltada para o cidadão-usuário do serviço público), comunicação de imagem (voltada para o cidadão-defensor do patrimônio de Estado) e comunicação política (voltada para o cidadão-eleitor);
- o uso adequado e inteligente das ferramentas de comunicação articulando a comunicação pública para além da comunicação política - orientação para a transparência na relação entre Estado e sociedade civil;
- a gestão pública de forma integrada, otimizando recursos entre os diversos órgãos, ministérios e secretarias envolvidos nas ações, em benefício dos usuários;
- o levantamento, a difusão e utilização competente de dados e serviços públicos;
- a criação de uma nova cultura corporativa que influencie positivamente na produtividade e qualidade dos serviços;
- motivação e comunicação interna dos órgãos públicos;
- criação de processos e redes formais de comunicação;


Ficarei feliz no dia que ver meus colegas marqueteiros e comunicólogos pensando mais em como podem colaborar nisso. Amigos, vocês fazem muita falta!!!

Nenhum comentário: