domingo, novembro 05, 2006

A Magia da Criação

Quando estava começando a escrever o post anterior, me veio a súbita vontade de não escrever nada, de simplesmente deixar as coisas passarem por mim, sem palavras. Tive um daqueles incríveis insights em que nossas mentes, almas, corações e corpos se preenchem com tal plenitude que não conseguimos nos expressar com os recursos que temos. Uma coisa enorme e tão boa pulsando dentro do peito... Um sentimento de aconchego, de pertencimento, de união. De que tudo estava no seu lugar e nada faltava. Uma visão panorâmica das coisas, mas, ao mesmo tempo que ampla em sua extensão, também profunda, cruzando dimensões, atemporal. Vi a delicadeza e beleza de cada pétala de flor e a força devastadora das tempestades. E no momento em que entendi tudo, vi as dúvidas se acomodarem pacientemente em mim sem suas respostas. A ansiedade desapareceu, a vontade se tornou mais madura e consciente de seu poder de criação. Tudo com uma clareza tamanha, uma certeza, um sentimento de confiança e de desbunde diante da vida que, sei lá, mesmo agora ainda é difícil explicar...

Nenhum comentário: