domingo, outubro 21, 2007

sempre


“No amor espiritual, o bem da outra pessoa vive dentro de cada pensamento que me vem, quer o pensamento tenha ou não a ver com ela...
...carrega o sentido de que alguma coisa mantida no pensamento se tornou tão real como se estivesse literalmente presente – não presente à minha frente, mas em todos os lugares dentro de mim...
...seu aperfeiçoamento concentra-se nos pensamentos que temos em relação à outra pessoa. Pensamentos que não são iguais àqueles que surgem da saudade de alguém, da lembrança de algo que fizeram juntos no passado ou de pensar sobre o que a pessoa possa estar fazendo no momento.
...não necessariamente pensamos na outra pessoa, ao contrário, a outra pessoa, como espírito, tornou-se completamente entrelaçada à minha existência de modo que, mesmo sem perceber, está comigo a cada momento, de maneira que acentua a minha própria liberdade individual em vez de impedi-la”.

Robert Sardello

Um comentário:

. disse...

Eu vejo um tanto de mim aqui nesse blogger!