quinta-feira, dezembro 06, 2007

do curioso

"A gente começa a amar por simples curiosidade,
por ter lido num olhar certa possibilidade.
E como, no fundo, a gente se quer muito bem,
ama quem ama somente pelo gosto igual que tem.
Depois a gente começa a repartir dor por dor
E se habitua depressa a trocar frases de amor.
E, sem pensar, vai falando de novo as que já falou... 
 então, continua amando só porque já começou."

Meditação, por Paul Géraldy, 
em "Toi et Moi", 1912 
(tradução de Guilherme de Almeida)

Nenhum comentário: