segunda-feira, maio 05, 2008

aviso aos navegantes

Outro dia estava conversando com amigos sobre enterros. É, enterros... E assim como fiz o anúncio entre eles, faço aqui também: não quero saber de nenhum de vocês no meu. É sério. Já avisei meus familiares e se algum amigo meu estiver lendo isto aqui, já fique avisado também. Ao saber da minha passagem, fique tranquilo, nada de reunir a turma para ir ver meu corpo sem vida indo para debaixo da terra. Se tudo der certo (e tudo até o momento indica que sim), nem eu mesma estarei presente. Caso queiram aproveitar a ocasião para se reencontrarem, lindo, ficarei feliz em dar-lhes um motivo para isso. Mas, por favor, escolham um lugar bacana para a reunião e divirtam-se. Se, de repente, bater algum sentimento melancólico, acolham e deixem passar. Observem seus pensamentos por alguns instantes e digam ok, podem ir. Se for saudade e pensarem em prestar algum tipo de homenagem, aqui fica uma idéia que me deixará muito mais contente do que qualquer funeral: façam alguma coisa que gostem. Qualquer coisa: tomar um sorvete, cantarolar alguma música, brincar com o cachorro ou levar as crianças no cinema. E aí sim, mandem em pensamento: Dani, isso vai pra você!
(estarei de olho)

2 comentários:

Adriano DiCarvalho disse...

rs, Eu não acredito nisso!rsrs

Dani, se este post for convergente realmente com o que vc sente, já posso dizer que te conheço um pouco! Pois ele dita muito do que seria sua personalidade.

Maluca...rs

Bjão.

Dani disse...

Oi, Dri! É o que eu sinto mesmo, sem dúvida limitado pelas palavras e pela dificuldade de colocar no papel o que se passa na cabeça e no coração, mas a coisa vai por aí. Não curto muito o astral que nossa atual cultura envolve o momento da "morte". Claro que isso não tem nada a ver com as manifestações de carinho, só acho que tenho uma visão um pouquinho diferente de como elas poderiam ser! :)