quarta-feira, abril 30, 2008

do mirante

"É viagem o que está à vista e o que se esconde, é viagem o que se toca e o que se adivinha, é viagem o estrondo das águas caindo e esta subtil dormência que envolve os montes. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na primavera o que se vira no verão, ver de dia o que se viu de noite."

José Saramago ("Viagem a Portugal")

Sempre coisas novas pra se ver. Sempre novos olhos para olhar as mesmas coisas. Sempre.
*

3 comentários:

Violeta disse...

Olá
Que bom me achou
Mudei de endereço e nem avisei
.
Esse texto é lindo
.
Beijos
=)

Lia disse...

Lindo, lindo, lindo.
Saramago sabe das coisas.

Um beijo
.

Fred Neumann disse...

Querida Dani,

Assim se justifica o porque de um amigo meu de infância ter viajado incontáveis vezes á Disney como guia, e depois acabou virando dono de agência de turismo, hehehe!
É preciso ver as mesmas coisas, e descobrir novas perspectivas sempre, né!
Já as batatas...a cada uma que como, sempre vejo novas perspectivas, hahahaha!

abração,

Fred