quarta-feira, junho 03, 2009

às vezes

às vezes acordamos mais cedo e felizes porque vamos trabalhar
às vezes a rua está repleta de pessoas charmosas
às vezes o rapazinho que distribui folhetos sorri de orelha a orelha e agradece de volta quando dizemos: "não, obrigada"
às vezes toca "New York, New York" quando andamos na Paulista
e nos sentimos em Manhattan
às vezes o cara mais bonito da festa é o barman
às vezes fazemos caras e bocas e rimos sozinhos e a pessoa da frente acha que a coisa é com ela
às vezes não temos noção de quantas pessoas existem no mundo
às vezes tudo à nossa volta parece muito, muito engraçado

*

4 comentários:

Raquel Oliveira disse...

E são muitas vezes viu?!

As vezes são os momentos que entregamos detalhes para mais um dia se completar.

bjos

Mr. Mojo Risin' disse...

..."as vezes" acontece cada dia...as pessoas que abrem a alma para as pequenas maravilhas da vida...

...hoje no comboio sorri muito com uma menina de 2 ou 3 anos...e ao fim ela deu-me um beijinho... hhhhhhmmm...que bem que me sinto!

Fabiana disse...

É assim mesmo, às vezes! Tão estranho e inteiro...

Sobre "Ruas de fogo", realmente, o filme marcou época... E aquelas roupas de vinil? Ai, ai, os anos 80 :-)
Beijo!

Ruberto Palazo disse...

As vezes a vida nao precisa de explicação, as vezes...

Beijos