quinta-feira, setembro 03, 2009

ponte

"O conflito está no homem. A menos que seja resolvido ali, não poderá ser resolvido em nenhum outro lugar. O desafio político está dentro de você; ele acontece entre as duas partes da mente. Há uma ponte muito pequena. Se essa ligação for rompida por algum acidente, por algum defeito fisiológico ou por alguma outra razão, a pessoa fica dividida: ela se tornará duas pessoas - e o fenômeno da esquizofrenia ou personalidade dividida, se manifestará. Se a ponte for rompida - e é uma ponte muito frágil -, então você se transformará em dois, passará a agir como duas pessoas. Pela manhã, você é muito amável, uma pessoa encantadora; à tarde, está muito bravo, completamente diferente. Você não irá lembrar-se de como foi de manhã... e como poderia lembrar-se? Era uma outra mente que estava funcionando - e a pessoa se transforma em duas pessoas. Se essa ponte for fortalecida o bastante para que as duas mentes deixem de ser duas e se tornem uma só, então acontecerá a integração, a cristalização. Aquilo que George Gurdjieff costumava chamar de cristalização do ser é apenas a transformação dessas duas mentes em uma só, o encontro do masculino e do feminino dentro de nós, o encontro do yin e do yang, o encontro do esquerdo com o direito, o encontro da lógica com o ilógico, o encontro de Platão com Aristóteles. "

Osho Ancient Music in the Pines Chapter 1


pobrezinha da minha ponte, andou tanto tempo capenga... a reforma está sendo um processo tão delicado quanto ela.

4 comentários:

Tata disse...

e que trabalho que dá reconstruir essa ponte, não?

Leandro disse...

Uau! Sem palavras...

R.Vinicius disse...

Oi.

Uma ponte une, contudo também separa. Porque a ponte deixa existir uma meia distância? Cada vez que aqui venho, mais me agrada.

Abraço.

Belle disse...

Hummm...
Dani, o mundo precisa desse processo, com certeza!!!
Bjos