domingo, maio 09, 2010

ela

mami às vezes é meio durona, mas também é muito querida.
muito obrigada pela mega paciência em cuidar de mim com tanta persistência.
linda. amo você, mãe.


Um comentário:

Mayana Carvalho disse...

o que seriamos sem nossas (quase)doces e (quase)pacientes maes, uashauhsuah.