sábado, maio 08, 2010

por nós

"Chorar de compreensão meio estúpida pela perdição humana, pela nossa fragmentação, pelas nossas 
tentativas frequentemente tão inábeis, mas tão sinceras também, de "acertar", de fazer as coisas 
"do melhor jeito".

carta de Caio F. para Maria Adelaide Amaral

Nenhum comentário: