domingo, janeiro 13, 2013

de confete

"esse menino muito bonito parou diante de mim e, numa mistura de carinho, grossura, brincadeira e sensualidade, cobriu meus cabelos, 
de confete: por um instante ficamos nos defrontando, sorrindo sem falar. e eu então, mulherzinha de 8 anos, considerei pelo resto da noite 
(e da vida) que enfim alguém havia me reconhecido: 
eu era sim uma rosa." 

Clarice Lispector

2 comentários:

Mr. Mojo Risin' disse...

Tão Lindo!!!

Dani disse...

:)