terça-feira, abril 16, 2013

vida

prefiro o profundo ao raso,
mas sei que o raso tem o ar que me salva quando eu preciso.
gosto de intenções, desejos e vontades, mas não gosto de promessas.
tenho entre os meus, fortes anjos e doces dragões.
aprecio os devaneios das madrugadas e o silêncio das manhãs.
tudo que toco me é sagrado.



Nenhum comentário: